Lisboa a pé – Baixa

Depois de começar o meu dia passando pelos miradouros mais importantes da cidade, continuei passeando por todo centro antigo de Lisboa, reconhecendo tudo que já tinha visto por fotos, até chegar na Baixa.

Depois de passar pela Catedral da Sé, fomos andando até a Rua Augusta, sempre parando para ver as vitrines e lojas de souvenirs. Durante todo o caminho  inúmeras lojinhas para comprar suas lembranças de Lisboa farão você enlouquecer. Vale a pena entrar e pesquisar preços, assim se tiver tempo no próximo dia pode voltar e comprar no lugar mais barato. Mas a diferença de preços não são tão grandes de uma loja para outra, então se realmente gostou e o preço está legal, compre!

A Rua Augusta, que é fechada para o trânsito, é um ótimo lugar para também começar o passeio por Lisboa. Cercada de lojas de grandes marcas, cafés, restaurantes e souvenirs, é um ótimo lugar para passear tranquilamente e decidir qual praça de um dos extremos da rua irá conhecer primeiro. Foi lá que em um dos quiosques de informações peguei todos os mapas da cidade e guias de eventos de Lisboa.

Também na Rua Augusta, antes de chegar no Arco, o Museu de Design e da Moda (MUDE) me chamou atenção,  e claro que tive que entrar. Totalmente gratuito, o MUDE é parada obrigatória para os amantes de moda e design que passam por Lisboa.

Assim que saímos do museu, logo de cara já vi o grandioso Arco da Rua Augusta, que está situado ao Norte da Praça do Comércio. Do centro da praça, o arco fica ainda mais bonito com todos os seus detalhes, esculturas e cercado pelos prédios amarelos.

No topo do arco, um texto homenageia a grandiosidade de Portugal por causa da  fase dos descobrimentos.

Atravessando toda a praça, também vale a pena chegar bem perto das margens do Rio Tejo e tirar algumas fotos por ali. Se o dia estiver ensolarado, a paisagem ganha ainda mais charme, com todas as pessoas que param ali para escutar o artista tocando ou só para tomar um pouco de sol antes do próximo passeio.

Da Praça do Comércio também é possível encontrar algumas opções de ônibus ou elétricos que vão para Belém. Ônibus para a Praça das Nações também passam por ali.

Indo para o outro extremo da Rua Augusta, outra parada obrigatória é no Elevador de Santa Justa. O elevador está localizado em uma das ruas paralelas a Rua Augusta, a Rua do Ouro. Também conhecido como Elevador do Carmo, foi construído entre 1898 e 1902 através do  projeto do engenheiro Raoul Mesnier du Ponsard. Muitos falam que o projeto também foi de Gustave Eiffel, criador da Torre Eiffel em Paris, mas nas minhas pesquisas não consegui tirar a dúvida de que realmente foi comprovado algum tipo de ligação entre os dois engenheiros.

A vista para o Castelo de São Jorge do topo do elevador também vale muito a pena, além da experiência de subir para o Bairro Alto num elevador que mais parece uma obra de arte.

Eu subi e desci, continuando meu passeio pela Rua Augusta, mas se preferir pode tomar um café no alto do elevador e continuar seu passeio pelo Bairro Alto. Não paguei ingresso pois estava usando a carteira de passes da minha amiga, mas se tiver com seu cartão do transporte público carregado pode usá-lo para subir com um super desconto ou pagar 5 Euros em dinheiro logo na entrada do elevador.

Chegando no outro extremo da Rua Augusta, a Praça do Rossio. No meio da praça encontra-se a estátua de D. Pedro IV e logo depois o Teatro Nacional D. Maria II. Ao lado do teatro a Estação do Rossio, de onde saem os trens em direção a Sintra.

Vale muito a pena entrar e tirar fotos de perto de toda a arquitetura neo-manuelina. Para quem quer ficar hospedado em um lugar super bem localizado, dentro da estação foi inaugurado o mais novo hostel de Lisboa. O Rossio Patio Hostel oferece diárias a partir de 18 Euros e acho deve ser no mínimo muito interessante ficar hospedado dentro de uma estação de trem ou comboios como dizem os alfacinhas.

Depois de uma manhã bem movimentada, com andanças entre miradouros e a baixa, Paula me levou para um super almoço na Casa do Alentejo.

DICAS ÚTEIS

ELEVADOR DE SANTA JUSTA

Horário de Funcionamento do Elevador de Santa Justa:
Todos os dias: 7:00h – 22:00h (Horário de Inverno)
Todos os dias: 7:00h – 23:00h (Horário de Verão)

Horário de Funcionamento do Miradouro de Santa Justa:
Todos os dias: 8:30h – 20:30h

Tarifário do Elevador de Santa Justa:

Bilhete Santa Justa – 5,00€ (adquirido a bordo, válido até 2 viagens, inclui acesso ao Miradouro);

Cartão Lisboa Viva, 7Colinas ou Viva Viagem, carregados com títulos válidos na CARRIS;

Bilhetes dos circuitos Yellow Bus/Aerobus;

Bilhetes Lisboa Card.

CINCO RAZÕES PARA IR PARA O MUSEU DE DESIGN E DA MODA

http://www1.ionline.pt/conteudo/5461-cinco-razoes-ir-ao-novo-museu-do-design-e-da-moda

http://www.mude.pt/

ROSSIO PATIO HOSTEL

http://www.rossiopatio.com/site/

Anúncios