Dicas sobre Atenas na NewsBrazil Magazine

Untitled

Para quem não viu, aqui está minhas dicas sobre Atenas na News Brazil de Junho. Parada obrigatória para quem está indo passar uns dias do verão nesse país tão lindo e encantador!

Segue na íntegra a matéria logo abaixo! Para quem ainda não conhece, a NewsBrazil Yeah Brazil é uma revista destinada a comunidade Brasileira, em especial estudantes que estão ou querem passar um temporada na Irlanda. A Revista tem circulação na Irlanda, França e no Brasil.

Encantos em tons turquesa

Viagem dos sonhos para muitos brasileiros, a Grécia se tornou um destino acessível para todos que moram na Europa e querem ver de perto toda a beleza e mitologia que antes ficavam apenas nos livros de História

Por Cíntia Tanno

Agora Atenas

Além de encantar por sua história milenar e pelas belezas naturais de suas ilhas que encontram a perfeição no azul turquesa de suas águas, a Grécia é um dos maiores berços culturais da antiguidade e da democracia. O país deu origem às Olimpíadas e ainda carrega o legado de Sócrates, Aristóteles, Platão e Pitágoras, pais da filosofia. É difícil nomear outro destino que trace tão bem como foi a formação da sociedade e que tenha se tornado em um incrível museu a céu aberto.

Nenhuma outra viagem provocaria tantos suspiros, especialmente no verão, quando turistas do mundo inteiro vão em busca de mais conhecimento e diversão. Ao visitar cada canto de Atenas, o resgate do passado que foi ensinado através dos livros não deixa ninguém impassível diante de tanta história. O mesmo acontece quando a viagem se estende para uma das três mil ilhas de pura beleza cinematográfica, que podem ser traduzidas como sinônimos do paraíso no Mediterrâneo.

Atenas não pode ser vista apenas como uma ponte para as ilhas gregas. Uma viagem até a Grécia deve começar ou terminar em Atenas, com tempo suficiente para se perder na metrópole e desfrutar das inúmeras melhorias que a cidade ganhou, especialmente depois das Olimpíadas de 2004.

IMG_4557 done

Atenas

Não importa quanto tempo de férias na Grécia você tenha, nunca vai ser o suficiente para aproveitar tudo que o país oferece, especialmente falando da capital grega, que é a mistura da atmosfera cosmopolita, mitologia e de tesouros arqueológicos.

Há quem se decepcione com a primeira impressão de Atenas. A cidade não é composta apenas de monumentos arqueológicos e talvez não possua o charme de muitas capitais europeias, mas como a cultura e economia sempre pertenceram a outra realidade, não é difícil se deixar surpreender com a contemporaneidade contrastando com a antiguidade da cidade. Nunca vai ser demais tirar mais uma foto ao avistar o Parthenon de algum canto da nova Atenas.

Para quem tem mais tempo de férias e pode ficar entre dois ou três dias na cidade, vai ter tempo de sobra para passear entre as vielas de Atenas, desvendando novos restaurantes e pequenos bares que com certeza oferecerão o melhor da culinária mediterrânea. Além de poder se perder pela cidade, quem tem mais tempo pode também conhecer o Museu da Acrópole, Museu Arqueológico Nacional ou Museu Benaki, todos localizados no centro da cidade e com acesso fácil, não só pelo metrô, mas também a pé para quem prefere desvendar a cidade sem usar o transporte público. O estádio Kalimarmaro também deve ser visitado, sendo o primeiro estádio a receber os jogos Olímpicos da Antiguidade, assim como o Panathinakon ou Estádio de Atenas, que recebeu os jogos Olímpicos de 1896.

Para quem tem menos tempo, geralmente turistas que vão para a Grécia por apenas uma semana, deixam apenas um dia reservado para Atenas, não precisam se preocupar.  Os principais pontos turísticos da cidade estão localizados na região central, e de rápido acesso, mesmo para aqueles que não querem usar nenhum tipo de transporte. A melhor experiência em Atenas vai ser com certeza circular pelos bairros a pé, seguir toda a maré de turistas e se deixar surpreender por um museu a céu aberto.

IMG_9356 done

IMG_4487 done

Comece cedo

O passeio pela capital grega pode começar logo cedo pela principal atração da cidade, e uma das maravilhas do mundo, o Parthenon. Localizado cerca de cem metros acima do nível de Atenas, no topo da colina da Acrópole, é símbolo da civilização grega e foi construído em homenagem à deusa protetora Atena.

Depois de realmente se sentir na Grécia, ao visitar a Acrópole, a Ágora Antiga é parada obrigatória para quem está descendo a colina em direção ao centro da cidade. A Ágora é um lindo complexo onde se pode visitar a praça em que ficava o mercado antigo de Atenas e o povo se reunia em assembleias.

Antes de se perder pelo centro antigo da capital, o Templo de Zeus Olímpico, que está localizado ao lado de uma das principais avenidas da cidade, a Amalias, é uma ótima parada antes de procurar um lugar para um típico almoço grego no bairro de Monastiraki ou Plaka.

Acrópole Atenas

IMG_9266 done

IMG_4523 done

Souvenirs

Para quem esperava o momento de comprar souvenirs, vai achar em Plaka as melhores lojas para levar para casa as típicas sandálias de couro, olhos gregos, azeite de oliva, artesanato, o famoso Ouzo, licor típico grego, e muita prataria. Com a maioria das ruas abertas apenas para pedestres, é um ótimo lugar para as compras e para apreciar um pouco da culinária grega. Para quem começou a viagem por Atenas, a Plaka é o melhor lugar para comprar todos os souvenirs.

O bairro de Monastiráki, também famoso por suas inúmeras lojas, é conhecido por ser o mercado das pulgas de Atenas, onde pode se encontrar absolutamente de tudo. Também oferece ótimas opções de restaurantes, muitas vezes com preços bem mais razoáveis e não menos saborosos. É um ótimo pedido para quem quer jantar por lá, pois os monumentos iluminados deixam o bairro com um ar muito mais charmoso. O Gyros, ou famoso churrasco grego conhecido pelos brasileiros, é uma barata opção para quem não quer gastar muito em restaurantes.

Atenas Plaka

IMG_9415 done

IMG_9411 done

IMG_4753 done

Parlamento

O dia em Atenas pode terminar com um passeio pela Praça Sintagma, hoje sede do Parlamento grego, ou para quem ainda tem fôlego, no bairro de Psiri. Bairro boêmio localizado entre Plaka e Monastiráki, Psiri é destino noturno para turistas e também muitos atenienses.

Vale a pena lembrar que para quem é estudante, é muito importante ter sempre junto a carteirinha de estudante internacional. Todas as atrações oferecem grandes descontos ou até entradas gratuitas. Os melhores bairros para se hospedar são Monastiráki, Plaka ou lugares próximos da praça Sintagma. Evitar áreas próximas da praça Omonia é importante, agitada durante o dia, não é uma área muito convidativa e um pouco perigosa para turistas durante a noite.

Atenas Parlamento

IMG_4812 done

Fotos – Cintia Tanno

http://revistanewsbrazil.com/

Anúncios

Villa Manos – Santorini

Uma das melhores escolhas em Santorini foi o hostel que bookamos em cima da hora, uma noite antes da viagem, e posso dizer, foi ótimo!

Ano passado tinha me hospedado no Stavros Villas e já tinha gostado do atendimento, mas ficar no Manos Villas me impressionou e não tem nem comparação.

Os dois hotéis ficam em Karterados, uma área bem perto do centro de Santorini, mas ao mesmo tempo um lugar mais calmo e perto da praia.

Ao chegar no porto, foi super fácil localizar a plaquinha com o nome do hotel e logo fomos direcionadas para a van que iria nos levar para o Villa Manos. O motorista foi super simpático e gentil, ajudando todo mundo com as malas e esperou até o ferry deixar o porto, para ter certeza de que ninguém ficaria para trás.

Quando entrei na van, uma família de indianos (com cara de ricos) que estavam no ferry, também estavam indo para o nosso hotel, e pensei com meus botões: “Se eles estão indo para lá, provavelmente o lugar deve ser bom!” E não deu outra, assim que chegamos, os olhos brilharam

Naquele momento você pensa…”Não vou embora daqui nunca mais!”… E para ajudar, a recepção foi mais do que calorosa e organizada.

De cara você percebe que é um negócio de família, acho que na Grécia a maioria funciona assim, o que deixa tudo mais agradável e aconchegante. A senhora que fica na recepção, uma grega nata, toda espalhafatosa e com um sotaque grego de novela das 8, que obviamente é a dona do hotel, foi de uma gentileza sem explicação.

Assim que chegamos, ela pediu para deixar as malas na frente da recepção e foi chamando cada pessoa por vez para checar a reserva e efetuar o pagamento. Mas antes de encaminhar todo mundo para seu devido quarto, ela explicou tudo sobre Santorini com um mapa na mão (super didática), ofereceu vários tours e a possibilidade de alugar carros e motos. E mais… Pediu para que todos se sentassem porque iria oferecer um almoço para todos, de graça, para dar boas vindas!

O almoço foi super simples, mas saboroso. Tivemos macarrão com molho de tomate, pão e abobrinha cozida. Caso cada um quisesse beber refrigerante, cerveja ou suco, ela tinha uma geladeira com todas as opções para quem quisesse comprar e sem exagerar nos preços, tudo em torno de 1 Euro.

Depois da felicidade de todo mundo ela finalmente nos levou para nosso quarto. Quando você acha que tudo de bom já tinha acontecido, ela nos leva para um quarto super aconchegante, com porta que dava para um hall atrás do hotel, com mesinhas e tudo, cozinha separada do quarto, com geladeira, ótimo no caso de comprar alguma coisa para o café da manhã, e foi o que fizemos para economizar. Além da internet Wi-Fi no quarto! Amei!

Deu para perceber que o hotel tinha acabado de ser reformado, com quartos novos e uma piscina maravilhosa. Era até ruim, porque ao mesmo tempo que queríamos sair para explorar a ilha, não queríamos deixar de aproveitar o que o hotel tinha para oferecer! A solução foi acordar cedo, pegar um pouco de sol perto da piscina e sair perto da hora do almoço para andar por Santorini.

Foi através do hotel que alugamos nossa moto também. Assim que guardamos as malas no quarto, fui na recepção e perguntei para ela como funcionava. Em 5 minutos um cara da locadora estava lá para nos pegar e levar até Fira para escolher o quadriciclo. O aluguel custou 10 Euros por dia, e mesmo sem carteira de motorista, saímos de lá pilotando sem medo de ser feliz. No dia seguinte não poderia ir até o centro devolver a moto, pois estaria no meio de um tour, e sem problema nenhum deixamos as chaves e os capacetes na recepção do hotel e alguém da locadora foi buscar a moto para a gente. Melhor impossível!

Ponto de ônibus na rua do hotel

Super recomendo esse hotel para quem está indo para Santorini. É muito bem localizado, da para fazer coisas a pé, mas também há um ponto de ônibus ao lado da entrada caso prefira não dirigir por lá.

A diária saiu por 12 Euros por pessoa, isso na baixa temporada, pois já dei uma olhada nos preços para Agosto, e o valor sobe para 30 Euros por pessoa. Fui no fim de maio e apesar de ser só o começo da alta temporada, passamos muito, muito calor por lá e gastamos muito menos do que gastaríamos no fim de Junho. Para nós mochileiros que estamos acostumados com alguns perrengues de alguns hostels, chegar num lugar desses é um sonho sem igual!

Rua do Villa Manos – A maior parte de Santorini parece ser assim deserta, mas fácil de se localizar

Hotel Villa Manos (is one of the hotels in Santorini Island that is open all year )
TEL.: +30 22860 24666 or 22882

FAX: +30 22860 24666

MOBILE: +30 6944 922702

Karterados Thira 84700 – Santorini Island – Greece
e-mail: poppyk@otenet.gr

O booking foi feito através do site http://www.hostelworld.com

Santorini

Ir para a Grécia e não passar pela ilha de Santorini, não pode considerar que conheceu a Grécia.

Uma ilha vulcânica, mágica, acolhedora e com vilas extraordinariamente lindas para se conhecer, Santorini é um dos roteiros preferidos e inevitáveis de todos os turistas que vão para a Grécia.

Foi assim que me senti quando fui para lá no ano passado. Por causa de falta de organização, apesar de já ter conhecido Mykonos, não poderia deixar de realizar o sonho de conhecer as famosas capelas de telhado azul. Fiz malabarismos com o tempo, e depois de conseguir organizar com uma agência de viagens uma maneira de chegar até Santorini, nem que isso me custasse o triplo do preço e só algumas horas para conhecer o lugar, não pensei duas vezes e lá fui eu realizar um sonho.

Esse ano, assim que decidi voltar para a Grécia, passar por Santorini era algo indiscutível, e assim foi a opinião da Joice. Separamos 1 dia para Atenas e 4 dias inteiros para conhecer uma das ilhas mais românticas do mundo. Ano passado a correria foi tanta, a felicidade imensa de estar lá e o tempo tão curto, que dessa vez decidimos não arriscar e curtir cada pedacinho da ilha, com tempo de sobra para ir e voltar de cada vila ou praia sempre que gostaríamos, e ir presenciar todos os dias o tão famoso pôr do sol.

Aquele real sentimento de que você diz “Nossa, estou na Grécia!” começa logo depois que o ferry deixa o porto de Atenas e começa a entrar na imensidão azul que é aquele mar. O sentimento aumenta cada vez mais a cada passo que você dá já em Santorini e acho que o ponto máximo é quando você fica cara a cara com aquela imagem de cartão postal da vila de Oia (pronuncia-se Ia).

Santorini faz parte das Ilhas Cíclades, que é o arquipélago no mar Egeu que reúne as mais famosas ilhas gregas. Junto com este paraíso, estão Mykonos, Ios, Naxos e Paros. Uma viagem para qualquer um desses destinos vai ser inesquecível, mas o pôr do sol de Oia é de uma beleza inexplicável.

“Santa Irini” é o nome pelo qual os venezianos chamavam Santorini, mas o nome oficial da ilha é Thira e tem como capital a vila de Fira. Thira na verdade é o grupo de ilhas que se formaram depois da erupção que aconteceu há mais de 3.000 anos e destruiu quase todo seu território. Por causa dessa erupção é que Santorini possui um formato quase que circular formado pelas suas ilhas. Também depois da erupção, duas ilhas menores foram formadas no centro da Caldera, a Palea and Nea Kameni. Vários passeios são organizados até essas ilhas, levando os turistas para subir até o topo da Nea Kameni(Volcano) para  passear pela lava vulcânica e terminar o passeio com um mergulho nas águas termais, Hot Springs, entre as duas ilhas.

Vista do Volcano

É na capital Fira onde o comércio e uma grande parte dos hotéis estão localizados. Supermercados, ônibus para outras vilas da ilha, agências de viagens e serviços de aluguel de carros e motos são encontrados com facilidade na capital de Santorini.

Não é a parte mais bonita da ilha, mas possui uma vista exuberante da Caldera, e não é difícil ficar hipnotizado com todas as vitrines de joalherias e souvenir. É por ali que todo passeio começa e merece um pouco do seu tempo para tirar fotos, almoçar com um preço mais em conta ou só uma caminhada despretensiosa pelas vielas e escadarias que cercam o lugar.

Uma das igrejas de Fira

As praias não são as mais bonitas da Grécia, mas são exóticas por causa da típica areia e pedras vulcânicas, bem diferente da areia branca de Mykonos por exemplo. As praias mais famosas são Kamari, Perissa e Red Beach, a última conhecida por seus cliffs, tornando a paisagem ainda mais inigualável.

Toda a ilha pode ser explorada de ônibus ou se preferir não se preocupar com horários, alugar uma moto ou carro é uma boa idéia. Eu aluguei um quadriciclo para conhecer a ilha por conta e foi uma experiência um tanto quanto emocionante. Quem anda bem de moto, aconselho alugar uma moto normal se quiser passear o dia inteiro, pois com o quadriciclo a estabilidade foi péssima e acelerar a moto com o dedão deixou uma dor insistente por dias! Mas valeu a experiência e nos divertimos muito tentando pilotar a moto.

Não deixe de saborear a comida do lugar e vale a pena sim gastar uns eurinhos a mais para sentar num lugar legal e com a vista para o mar. Experimente o Vinsanto, vinho licoroso de Santorini, delicioso! Pratos com tomate cereja, abobrinha, berinjela e o famoso iogurte com mel!

Espeto de Lagosta!

Ano passado fui para a Grécia no fim de maio, e esse ano não foi diferente. Viajar fora da alta temporada é uma boa maneira de economizar dinheiro e aproveitar as ilhas com muito menos gente do que no auge do verão. Acho uma vantagem viajar no comecinho da alta temporada, porque não consigo imaginar as pequenas ruas de Santorini muito mais lotada do que eu presenciei. Não se preocupe com o clima, porque tanto em Atenas quanto nas ilhas, as temperaturas estavam na média dos 30 graus e com certeza vai dar praia na sua viagem.

Santorini vai ser inesquecível de qualquer forma…Ficando 1 ou 10 dias na ilha, esse roteiro deve ser sempre incluído na sua viagem!

Viajando de Ferry pela Grécia

Antes de partir para o Oriente Médio, minha viagem começou na Grécia, com toda a ansiedade de voltar para Santorini e dessa vez levando comigo minha amiga Joice. A sede de mostrar para ela todo o azul inexplicavelmente lindo das ilhas gregas estava praticamente incontrolável.

Viajar pela Grécia é uma das viagens mais prazerosas que existe, não só pela beleza do lugar, mas pela facilidade. Fazer turismo por lá é algo que raramente vai gerar uma dor de cabeça no final, mesmo com todos falando grego!

Na verdade, acho que todos os países deveriam fazer um curso de como atender bem o turista, pois os gregos realmente sabem fazer isso. É algo que te envolve sem ser exagerado sabe…Eles estão lá, tentando te vender alguma coisa, mas de uma forma sutil e agradável, sem a insistência dos árabes por exemplo. São simpáticos, tratam você como se já conhecessem há anos. Na verdade o respeito deles é o que conta na hora da negociação e decisão de onde ir comprar ou comer alguma coisa.

Já deu para perceber o quanto amo aquele lugar e as pessoas que se assemelham tanto aos brasileiros.

Planejar uma viagem pelas ilhas a partir de Atenas é muito fácil, e dependendo da época, tudo que você precisa fazer de casa é o booking dos hostels, pois as passagens de ferry para qualquer ilha que queira conhecer pode ser feita ainda no aeroporto ou em qualquer agência de viagens que você encontra em Atenas.

Como já tive a experiência de quase não conseguir chegar em Santorini porque deixei para comprar passagem na noite anterior quando estava em Mykonos, dessa vez resolvi não arriscar e comprei passagens de ida e volta já no aeroporto de Atenas. Acho que é a melhor escolha, especialmente se você está mochilando por aí, mas com datas específicas para ir e voltar de algum lugar. Não poderíamos correr o risco de ficar presas numa ilha grega (que chato…) e perder o vôo para Tel-Aviv.

Quando ainda estava comprando as passagens aéreas, quase comprei pela internet as passagens de ferry para ir para Santorini, mas depois de ler vários depoimentos sobre golpes, acabei desistindo e achei melhor comprar na agência e não correr  riscos.

O que acontece é o seguinte…Muitos sites disponibilizam a venda das passagens online, mas não é possível imprimir o ticket logo depois da compra. Assim que você chegar em Atenas, é preciso ir até a agencia que eles vão citar na hora do booking e pegar sua passagem. Entre essas e outras é que várias pessoas tiveram problemas…Ou que não havia a reserva da passagem ou que a agência não existia. Imagina só, você pagar tudo, chegar lá no endereço certo para pegar sua passagem e dar de cara com uma padaria…

A melhor coisa então seria chegar no aeroporto em Atenas já com as datas certas de quando quer ir para Santorini por exemplo, depois Santorini-Mykonos, Mykonos-Ios, Ios-Atenas e já comprar tudo na hora. Faça o seu roteiro com antecedência e não terá problemas.

Há duas agências no aeroporto onde você pode comprar suas passagens, uma do lado da outra e bem fáceis de encontrar. Eu comprei na Pacific Travel Services nas duas vezes que fui para a Grécia. Elas ficam logo depois do balcão de informações, no andar do desembarque. As atendentes foram super simpáticas e mostram todas as opções de horários e ferries para a ilha que deseja ir.

Há quem prefira viajar de avião até uma das ilhas. Se o preço da passagem estiver bom, super aconselho, mas pelo menos uma viagem de ferry deve ser feita durante sua estadia na Grécia. Todos os ferries são muito bem equipados, confortáveis, com cafés, bar e banheiros. A experiência é única e viajar por algumas horas com aquele azul lindo do mediterrâneo ao seu lado não é nada ruim!

Para quem tem problema com barcos, acho melhor não optar pelos ferries de velocidade rápida, pois eles são menores e balançam muito mais. Nessa última viagem fui e voltei de Santorini no HighSpeed e não gostei muito. É muito mais rápido, claro, mas se assemelha muito com uma viagem de ônibus. O ferry é fechado e cada pessoa tem assento marcado no bilhete. Nos de velocidade normal, o ferry é bem maior, e nem sempre com assentos marcados. Apesar de demorar mais, ele oferece um espaço legal para comer e observar a paisagem do lado de fora. Se você está viajando de classe econômica (hello mochileiros!), chegar bem cedo é uma boa pedida para conseguir um lugar legal para sentar.

Apesar do friozinho, dependendo da época do ano que viajará, acho legal ficar sentado do lado de fora do ferry, para não perder nada da visão daquele paraíso. Acho que a maioria dos ferries saem as 7 da manhã do porto de Atenas (Piraeus), então sempre tenha em mãos algo para se agasalhar caso sinta frio.

Todos os barcos possuem um lugar específico para você deixar as malas maiores. Nos de alta velocidade fica próximo a porta e é fácil chegar até sua mala caso precise de alguma coisa. Já nos normais, as malas ficam na “garagem” do ferry, onde todos os carros e motos são transportados, então pense nisso antes de empacotar tudo!

Assim que você chega no destino desejado, ao descer do ferry, com certeza alguém do seu hostel estará te esperando no porto. Centenas de pessoas com plaquinhas com nome de hotels, hostels e pousadas…Na verdade, na Grécia, todas essas opções se transformam em uma só e são conhecidas como VILLAS. Umas mais baratas e outras mais caras.

Preste bastante atenção para o ônibus do hotel não sair sem você, mas acho difícil, pois eles esperam até o último passageiro. Caso isso aconteça, como aconteceu comigo,bastou pedir informação para o motorista de outro hotel, o cara fez algumas ligações e em minutos o dono do hostel onde ficaríamos hospedados voltou para nos pegar. Fácil fácil.

Valores:

Ferry Atenas-Mykonos : 37 Euros

Ferry Mykonos-Santorini, Santorini-Atenas : 94 Euros (Caro assim porque o ferry que ia direto estava lotado, então como queria muito ir para Santorini, comprei uma passagem com várias conexões em outros portos, e demorei umas 12 horas para chegar na outra ilha! Não faça isso e compre com antecedência)

Atenas-Santorini : 42 Euros

http://greeceferries.com/

Nesse site dá para fazer os bookings (parece confiável, mas mesmo assim preferi não arriscar) ou pelo menos só ter uma noção de horários e quanto custará seus tickets.