Paris: Uma semana – Um casaco

Eu já fiz a loucura de fazer um mochilão e levar três casacos. Desapego e praticidade não moravam comigo… Ainda não moram, mas aprendi a fazer malas mais inteligentes e praticar o desapego durante as férias, pelo menos!

Acessórios são a chave para variar aquele mesmo casaco que vai te acompanhar durante as viagens! Cachecol, gorros, luvas, sapatos e até bolsas vão fazer a diferença e dependendo do modelo, pesam muito menos na hora de preparar a mala.

Segundo a previsão do tempo, Paris estaria fria, muito fria. Separei o essencial e no espaço remanescente da mala coloquei tudo de diferente que poderia levar! Fiz milagre! Viajei somente com a mala de mão, poucas variações de roupas e muitos acessórios!

Separei algumas fotos com os diferentes acessórios que levei e o bom e quentinho casaco preto de todos os dias! Estava frio, então vai dar para reparar nos cachecóis reforçados que eu adoro e a boa meia calça preta fio 300. Por alguns dias usava uma fio 100 e outra fio 300 por cima! Economiza espaço na mala e eu acho que esquenta muito mais do que calça jeans!

baby 2

Coat 1

Coat 2

Coat 7

Coat 6

Coat 5

Coat 4

Coat 3

Anúncios

Look da Japa – Knee-High Boots

A primavera já está batendo na porta e eu ainda não postei todos os looks de super inverno que usei em Paris. Na verdade, não estava tão frio (para padrões europeus), então não precisei usar muitas camadas, o que facilita muito a vida em viagens durante o inverno. Sei que já dei dicas de como é importante usar roupas em camadas, mas no fim do dia, quando você entra e sai de muitos ambientes quentes, é cansativo ficar tirando e colocando roupa toda hora. Mas uma coisa que adorei e que protege muito bem contra as baixas temperaturas, foi a Knee-Hight boots, aquelas que têm o cano acima do joelho.

Uma bota que nunca fui fã (“Uma linda mulher” feelings), mas que de repente, com novos modelos e uma pegada menos sexy, vamos dizer assim, me conquistou no último inverno. Pena que comprei bem no fim do friozão, e depois da viagem, não consegui usar a bota denovo…

É possível encontrar os mais variados modelos da knee high boots! Comecei me apaixonando pelas flats ou com no máximo um salto médio e hoje já estou adorando até as com salto bem alto. Adorando nas fotos e não desejando, pois sei que não uso salto todos os dias, então no meu caso, o melhor investimento (pois botas são peças caras) é sempre nas mais baixas.

Para a viagem, levei a bota de cano alto e mais duas ankle boots. No fim acabei usando mais a de cano alto, pois com o tempo instável, sabia que com ela, na chuva, vento ou neve, estaria bem protegida! Nestas fotos estava usando meia-calça fio 300, saia de lã, uma veste, camiseta de manga comprida e o jumper vermelho. Para finalizar o casaco e luvas de couro, que não foram necessários durante todo o passeio.

As fotos foram feitas no Museu do Louvre logo pela manhã. Durante um museu ou outro, fizemos umas comprinhas e acabei arrematando um tênis super colorido na Zara (claro) que não tiro do pé até hoje. Confortável e diferente! Posts logo mais com ele!

Cintia Tanno Entre 3 Mundos

Cintia Tanno

Cintia Tanno Entre 3 Mundos

Cintia Tanno Entre 3 Mundos

Cintia Tanno Entre 3 MundosBoots/Bota, Coat/Casaco, Jumper/Blusa, Bag/Bolsa – Zara; Scarf/Cachecol – Zara Man; Skirt/Saia – Forever 21; Gloves/Luvas – Jaeger; Tights/Meia-calça – Penneys

Photos by Piotr Kadziolka

Look da Japa – Entardecer no Rio Sena

Mais um look de Paris, esta é uma das variações saia preta, meia calça preta, sapato preto e casaco preto. Com viagens curtas e uma mala de mão de apenas 10 kgs, não dá para fazer loucuras com as roupas. A maneira mais fácil de otimizar a pequena mala, é pensar nas roupas que combinam entre si e levar cores mais clássicas!

Dava até tristeza de ver a mala toda trabalhada no preto, cinza, vinho e no máximo um vermelhinho, mas viagens sem despachar malas são assim, ainda mais no inverno, com roupas que têm mais volume e que ocupam  muito mais espaço. Uma alternativa é apostar no acessórios…Neste caso, cachecol! Confesso que levei alguns mais coloridos, mas acabei usando os mais quentinhos, só para dar uma variada no casaco preto, já que passava a maior parte do dia com ele!

Então a “base” de todo dia era preto (levei duas saias pretas e a midi cinza do post passado) e blusas de cores diferentes para dar uma mudada no visual, porque somos mulheres, e uma mulher em Paris não quer repetir roupa todo dia!! rsrs

Para enfrentar o frio, meia calça fio 200 ou 300, veste, camiseta preta, mais uma blusa preta de lã e o jumper vinho por cima! Para me deixar ainda mais confrotável, luvas, boas luvas de inverno! Se minhas mãos estão quentinhas, fica muito mais fácil de aguentar as baixas temperaturas! E o cachecol gigante da Zara, que eu adoro, e me arrependi de não ter comprado um de cada cor!

Cintia Tanno Paris

Cintia Tanno Paris

Cintia Tanno Paris

Cintia Tanno Paris

Cintia Tanno Paris

Cintia Tanno Paris

Cintia Tanno ParisCasaco/Coat, Saia/Skirt, Blusa/Jumper, Bota/Boots, Cachecol/Scarf – (all) Zara, Luvas/Gloves – Uggs, Bolsa/Bag – Longchamp

Photos by Piotr Kadziolka

Look da Japa – La Tour Eiffel

Não tem como pensar em Paris e no mesmo momento, não lembrar da torre mais bonita do mundo! Para inaugurar a série de posts sobre Paris e o primeiro Look da Japa do ano, toda a magia de uma das vistas mais incríveis da cidade luz!

Apesar de não gostar de viajar muito no inverno, esta foi uma viagem especial para comemorar meu aniversário e levar o amor para Paris pela primeira vez. Esta foi a minha terceira viagem para a cidade e posso dizer que é sempre como a primeira vez, ou até mesmo melhor! Sem perrengues, com mais experiência na cidade, aproveitei muito melhor, comi em lugares incríveis, me hospedei em um apartamento no Marais super confortável e aconchegante e tivemos tempo suficiente para conhecer vários museus e ainda admirar a cidade que é linda por si só! Vou postar todas as dicas durante esta semana aqui no Entre 3 Mundos!

Voltando ao look…Estávamos esperando um frio de -9 graus na cidade, mas São Pedro foi generoso, e nos presenteou com um clima muito mais ameno e agradável para passear, facilitando assim na hora de se vestir também. Apesar da neblina, conseguimos fotografar um dos meus looks favoritos no Trocadero, e a torre estava lá, lindíssima, mesmo com o topo escondido pelo nevoeiro!

Escolhi a saia midi que é uma ótima opção para dar uma diferenciada nas roupas de inverno. Depois que me mudei para a Europa, as calças jeans foram devagar ficando no armário e as meias- calças, leggings e saias foram tomando conta das produções para os dias mais gelados. Acho o jeans muito frio para as temperaturas daqui, então prefiro meias, botas, todos os tipos de saias, vestido e shorts para o inverno!

Ao contrário do que dizem por aí, a saia midi pode ser usada por todas as mulheres, só precisamos saber como respeitar as proporções do corpo e não achatar a silhueta.

No inverno os tons sóbrios são bem vindos e facilitam na hora da produção, pois combinam muito bem com a meia calça preta e para alongar ainda mais a silhueta, combinar com um sapato também preto, dando a impressão de perna mais longa. No verão, quando não precisamos das meias, usar um sapato nude também vai dar a mesma impressão de pernas mais longas. A idéia é não criar linhas que “cortem” o corpo. Por exemplo, uma saia cinza, com a meia preta e um sapato vermelho achataria muito mais a silhueta do que usando um sapato preto que cria a ilusão de “continuação” da perna. O salto também é um grande aliado da saia midi, principalmente para as mais baixinhas.

Outra dica é sempre escolher modelos de cintura mais alta e deixar sempre a mostra o começo da saia, também criando a ilusão de pernas mais longas. O segredo é esconder onde termina a nossa cintura e onde começam as pernas. Para quem tem o quadril mais largo, as saias com modelagem em ” A” ajudam a equilibrar a silhueta e são as minhas favoritas, até para as magrinhas!

Saia Midi Midi Skirt

Saia Midi Midi Skirt

Saia Midi Midi Skirt

Saia Midi Midi Skirt

Saia Midi Midi Skirt

Saia Midi Midi Skirt

Saia Midi Midi SkirtSaia /Skirt – Zara, Camiseta/T-shirt – Forever 21, Bota/Boots – Zara, Cachecol/Scarf – Penneys, Bolsa/Bag – Zara, Luvas/Gloves – Jaeger, Gorro/Hat – Penneys, Casaco/Coat – Zara

Photos by Piotr Kadziolka

Look da Japa mega atrasado

Passeando pelos arquivos do meu namorado e fotógrafo, encontrei estas fotos que nunca foram postadas. Tiradas há alguns meses, quando, por causa da temperatura amena (ah o verão!)  ainda era possível deixar as pernas de fora sem morrer de frio, o look era uma proposta para o começo do outono…

Como já estamos nas temperaturas quase negativas, a inspiração fica para aquelas que estão no Brasil e ainda estão passando pela transição inverno-primavera-verão…

Claro que mais uma vez o look é quase todo Zara, digo quase todo, porque apesar do shorts saia parecer da fast fashion, não passa de uma inspiração (cópia) chinesa, comprada pelo Ebay, por menos da metade do preço.

Quando este shorts saia virou hit, adorei, mas fiquei com medo de não me adaptar ao comprimento e ao corte geométrico, então resolvi não investir na Zara e pela primeira vez tentei comprar roupa pelo Ebay! Seguindo os conselhos de muitas blogueiras que compram pela web, roupas feitas na China, escolhi 2 números maiores do que uso na Europa e encomendei meu shorts no tamanho grande/large. As chinesas são minúsculas, por isso o cuidado de sempre comprar uma numeração maior pelo Ebay, se a roupa for fabricada na China.

O jumper tem a tão famosa estampa de tigre, copiada descaradamente por todas as marcas, depois que a Kenzo apresentou sua coleção, mas com uma fenda na manga que faz toda a diferença.

Um look monocromático, que ganhou a ajuda de um maxi colar e da clutch azul e laranja para dar um “tcham” na produção e que poderia ser usada facilmente durante o dia, trocando o salto por uma rasteira ou sapatilha.

É legal ficar de olho nas tendências apresentadas nas semanas de moda e perceber como as lojas de fast fashion (Zara, Riachuelo, Renner, C&A, Forever 21…) mal esperam as roupas saírem das passarelas e já apresentam suas interpretações/inspirações em poucas semanas nas suas araras…Zara é campeã neste quesito.

_D309672 done2

cintia Tanno

_D309672 done

Cintia Tanno 3 Mundos

Sandália/Sandals – Zara

Blusa/Jumper – Zara

Bolsa/Clutch – Zara

Colar/Necklace – Forever 21

Shorts – Ebay – Segue o link do vendedor http://www.ebay.co.uk/itm/2013Stylish-Mini-Summer-Vintage-Irregular-Shapes-Lady-Shorts-Pants-Skirt-Culotte-/370865989855?pt=UK_Women_s_Trousers&var=&hash=item95098a1c66

Fotos – Piotr Kadziolka

Irish Museum of Modern Art –  Royal Hospital, Military Rd, Kilmainham, Dublin 8

 

Desigual – New York Fashion Week S/S 2014

A temporada das semanas de moda começou, e Nova Iorque é a primeira cidade a receber a atenção dos fashionistas do mundo inteiro para acompanhar os defiles Primavera/Verão 2014.

Claro que adoro acompanhar todos os desfiles, mas confesso que o NYFW não me causa aquela emoção comparando com as semanas de moda de Milão, Paris e Londres. Obviamente que o motivo de tanta emoção são as famosas maisons que mostram as principais tendências no Velho Mundo, ao mesmo tempo, a  inacessibilidade cria uma certa frustração($$$), mas nada que a Zara não resolva semanas mais tarde!! rs

Um dos desfiles que assisti (obrigada internt!!) desta temporada da New York Fashion Week foi o da Desigual! Quem mora em Dublin a mais tempo deve lembrar da loja gigante da marca, na antiga Arnotts, onde hoje é a Forever 21 e New Look, no Jervis Shopping Center. Cheia de cores, grafismos, flores e cortes assimétricos, Desigual era inconfundível!

Hoje, seguindo a mesma linha, a marca espanhola deu um toque mais “fino”, se assim podemos dizer, nas suas coleções. O desfile desta temporada começou com muito preto e branco, mas não decepcionou quem esperava as famosas cores latinas! Com tecidos fluídos, macacões, saias, vestidos e micro shorts foram apresentados com o uso de cores brilhantes e estampas vivas.

Florais, listras e chapéus não ficaram de fora, assim como muito rebolado, sorrisos, beijos e tchauzinhos e caras e bocas das moledos. Quase um desfile da Victoria’s Secret, a Desigual deixou de lado toda a seriedade das passarelas.

DesigualCollage Desigual 2

Desigual-Spring-2014 Collage DesigualFotos: http://www.mbfashionweek.com/

Do Pink ao Punk – Outono/Inverno 2013

Agosto foi embora e com ele o calor que deixou todo mundo extasiado em Dublin! Com os primeiros dias de frio, que chegaram de forma não muito sutil, vem a preguiça, as reclamações e ódio do tempo gelado que ninguém estava com saudades. Ainda há esperanças de dias ensolarados, mas temperaturas altas, só daqui um ano! (oh God!)

Apesar de toda a resistência em aceitar a chegada do Outono e logo mais a chegada do queridíssimo Inverno, pelo menos podemos começar a pensar no que vestir na próxima estação! Chegou a hora de desempacotar todas as roupas de frio e quem sabe encontrar alguma animação nas tendências para o Outono/Inverno 2013.

Os desfiles mostraram tendências totalmente opostas e agora fica mais fácil analisar toda a informação que nos foi dada com a chegada das novas coleções nas lojas. Os tons pastéis voltaram com tudo, para minimizar os casacos oversized e o a releitura do punk veio para dar aquela emoção nas roupas de inverno!

Céline, Victoria Beckham, Louis Vuitton, Gucci, Mulberry são algumas das marcas que apresentaram coleções em tons pastéis. A maioria apostou nos casacos claros e no estilo boyfriend (aqueles bem largos) nas passarelas. Muitos não me encantaram, pois me lembram as roupas da Dolores Umbridge do Harry Potter, lembram? Pois é, pode ser maldade, mas prefiro me inspirar na próxima tendência: o Punk!

A rebeldia voltou, mas de forma completamente diferente e com detalhes que enriquecem qualquer roupa. Sutilmente algumas marcas incluíram spikes, correntes, preto, vermelho,  xadrez e muita atitude nas suas roupas, trazendo a controvérsia e o espírito de rebelião para as passarelas e só deram certo, porque ao mesmo tempo, conseguiram reviver um estilo muito usado, mas seguindo completamente o caminho do glamour.

Lembro perfeitamente de todas as críticas que Hedi Slimane, diretor criativo da Yves Saint Laurent, recebeu depois do desfile de Outono/Inverno 2013 da marca. Para muitos aparentemente era o fim do luxo francês nas passarelas, para outros o ar punk que ele trouxe era o começo de uma tal “modernidade” que a marca precisava. Enfim...Karl Lagerfeld também trouxe um pouco do lado escuro da Chanel para as passarelas, assim como Givenchy, Versace, Moschino… E de repente o punk virou tendência de todos os lados.

Cada marca trouxe a tendência em cores pastéis ou o punk de alguma forma e hoje todos os modelos “usáveis” e acessíveis estão disponíveis nas araras das maiores fast fashions do mundo! Gostou das novas tendências?

Candy Colagem

c600x372

Montagem Punk

c600x489

Look da Japa – Floral e jaqueta de couro

E vamos continuar com as inspirações para o Outono ou Primavera (para quem está no Brasil). Até que enfim acho que chegamos naquela época do ano onde a temperatura é similar entre Europa e Brasil…Assim…os posts servem para todas nós!

Hoje não vou falar de tendências ou o que está super na moda no mundo fashion, mas sim, das peças básicas que amamos e que são atemporais. Com o tímido calor que ainda permanece em Dublin, ainda dá para encarar as saias que tenho no armário e combiná-las com algo mais quentinho na parte de cima. Eu particularmente amo temperaturas mais amenas, onde é possível vestir mais camadas de roupas e deixar o look mais original! Quando ainda não está muito frio, saia, camiseta e jaqueta fazem o grupo perfeito! Se esfriar um pouquinho, só adicionar a meia-calça, cachecol e a saia pode ser a estrela o ano todo!

Quem não tem uma saia florida, um salto legal, camisetas básicas e uma jaqueta jeans no armário? Pronto, só misturar tudo (com cautela) e um look para o dia ou para a noite está pronto! Como estamos falando de inspiração, se trocasse o saltão por uma sapatilha, estaria pronta para bater perna durante o dia. A não ser que você seja uma Carrie Bradshaw (Sex and the City feelings…)e consiga sair por ai saltitante num salto 10, tudo bem, te invejo amiga!

Uma inversão neste look também seria muito interessante. Usar algo monocromático na parte de baixo e apostar num blazer ou jaqueta estampados seria uma outra opção!

As possibilidades são imensas quando falamos das saias, além de nada mais feminino, elas nos deixam com aquele ar arrumadinho sempre!

Todas as peças que usei hoje são da…adivinha??!!    ZARA (ha -ha), com exceção da camiseta, que é da Penneys! A jaqueta de couro é um coringa do nosso guarda roupa, assim como as jaquetas jeans! Se ainda não deu para investir em uma de couro verdadeiro, não é difícil encontrar por aí jaquetas de couro ecológico, muito bem feitas, ou usar uma jaqueta jeans mais escura, para deixar o look menos casual.

Entre 3 Mundos por Cintia Tanno

Entre 3 Mundos por Cintia Tanno 2

Entre 3 Mundos por Cintia Tanno 5

Entre 3 Mundos por Cintia Tanno 3

Entre 3 Mundos por Cintia Tanno 6

Entre 3 Mundos por Cintia Tanno 7

Entre 3 Mundos por Cintia Tanno 4Fotos – Piotr Kadziolka

Irish Museum of Modern Art –  Royal Hospital, Military Rd, Kilmainham, Dublin 8

Look da Japa – Jumper com pérolas

Cintia Tanno

Desde que assisti pela primeira vez o clipe Velha e Louca (assista aqui) da Malu Magalhães (ficou linda essa menina eim!) e vi o cardigan que ela usa bem no comecinho com pérolas e hamsá fiquei louca! Achei super feminino e delicado! Nunca encontrei um igual para mim, mas quando me deparei com esse jumper azul, com um preço super digno e 20% de lã na composição, não pensei duas vezes e coloquei na sacola! Gente, paguei 5 Euros nele na Penneys, coleção do ano passado!

Às vezes não precisa de muito para montar um look casual, mas sem deixar de ser arrumadinho, para enfrentar as primeiras ondas de frio que vêm com o Outono! Truques como esse podem ser usados o ano inteiro em Dublin, já que o clima não é tão estável em nenhuma estação! Já no Brasil, onde o inverno não é tão rigoroso em algumas cidades, da para arriscar um look com jumper mais quentinho e se jogar nos scarpins, para dar aquele toque a mais na produção.

Com o jumper em tom  pastel e bordado com pérolas, resolvi quebrar um pouco de toda essa delicadeza e usá-lo com um jeans estilo boyfriend detonado e acessórios em preto! Acho que funcionou bem, não deixa de estar arrumado, mas com um “Q” mais despojado!

O sapato já apareceu por aqui, acho que foi uma das melhores aquisições do ano, nas super promoções da Zara. Custava 69 Euros e comprei por 20 Euros! Nada mal para um sapato super atemporal!

Então fica a dica para aqueles dias mais frios! Um casaquinho, jumper, camiseta básica e cardigans têm tudo para fazerem parte de um look simples e interessante, se misturados com um bom jeans e acessórios certos!

Cintia Tanno

Cintia Tanno

Cintia Tanno

Cintia Tanno

Cintia Tanno

Cintia Tanno

Cintia Tanno

Cintia Tanno

Cintia TannoBlusa/Jumper – Penneys

Jeans – Zara

Sapato/Shoes – Zara

Bolsa/Bag – Penneys

Fotos – Piotr Kadziolka

Phoenix Park

The September Issue – A importância das edições de Setembro no mundo da moda

Quem nunca reparou que algumas vezes as revistas de moda, além de oferecerem ótimas amostras grátis de produtos que amamos (adoro quando vem maquiagem!), também apresentam um certo número de páginas fora do normal? Certamente era uma edição de Setembro!

Com o fim do verão e das semanas de moda que mostraram tencências do Outono/Inverno, chega a hora das maiores revistas de moda começarem a fazer parte do burburinho sobre as famosas September Issues. Mas afinal, por que é tão importante o mês de Setembro para o universo fashion?

Setembro na moda equivale a Janeiro para nós. É o começo de um novo ano “modístico”, e nas edições desse mês, são encontradas tendências que vão influenciar você durante os próximos 12 meses!

As revistas podem chegar a ter 1000 páginas por causa dos inúmeros anunciantes e a grande expectativa sempre será sobre quem vai ser a garota da capa. Vogue americana apostou na atriz Jennifer Lawrence, com fotos de Mario Testino. Já a Vogue inglesa escolheu Daria Erbowy. Vogue Japão foi de Cara Delevingne e ELLE inglesa de Kate Perry. A Glamour americana e inglesa escolheram as atrizes Jennifer Aniston e Lily Collins respectivamente, para estrelarem suas capas. Não podemos esquecer da InStyle, Harper’s Bazaar, W, Cosmopolitan, Esquire, Marie Claire que também investem muito nas edições de Setembro.

Um outro grande fator que aumenta a importância das edições de Setembro, é o grande empurrão consumista que chegará com o final do ano, além da grandiosidade e luxo das coleções de Outono/Inverno. Botas, casacos, acessórios em couro e todas as camadas de roupas que usamos nas estações mais frias do ano são as responsáveis pela maior parte do lucro das grifes, por isso tanto investimento em campanhas publicitárias nas September Issues.

As edições de Setembro são umas das poucas que compro durante o ano, e as escolhidas de 2013 foram ELLE, Vogue e Glamour UK. Apesar da facilidade e custo mais baixo em ler a revista online, ainda prefiro ter algumas edições impressas, deixar do lado da cama e folhear repetidamente páginas e páginas já lidas anteriormente.

Para entender um pouco mais sobre esse universo das edições de Setembro, indico o documentário The September Issue. Filmado no estilo behind the scenes, o trabalho da aclamada e temida Anna Wintour, editora-chefe da Vogue US, foi acompanhado por 8 meses em 2007 até chegarem a edição final da September Issue daquele ano.

O documentário é bem interessante, e dá para conhecer um pouco mais sobre Wintour, famosa por sua postura gelada e por ter sido inspiração para o personagem de Meryl Streep, no filme O Diabo Veste Prada.

Consegui fazer o download do documentário pelo e Torrent, já que não encontrei o filme completo no Youtube.

Segue abaixo algumas capas das edições de Setembro 2013!

Daria-Werbowy-British-Vogue-September-2013

Jennifer-Lawrence-Vogue-US-September-2013

Glamour UK

Vogue Japan September 2013

ELLE-Sept-Katy-Perry-NS

ELLE-Sept-Katy-Perry-sub